Conheça os melhores tipos de cobertores para se aquecer no inverno

cama quarto

Antes do inverno começar oficialmente, os brasileiros já tinham retirado os casacos de frio e cobertores do armário para enfrentar as baixíssimas temperaturas. Com término somente em setembro, essa estação ainda promete baixas temperaturas, principalmente durante à noite. Pensando nisso, a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) listou alguns tipos de cobertores para lidar com essas severas mudanças climáticas.

No período mais gelado, principalmente em que as massas de ar polar estão presentes, os especialistas indicam o uso de cobertores de lã, pois possuem maior capacidade de armazenar calor e costumam ser mais pesados devido a forma de como o tecido é tramado e também pela densidade do material, interferindo diretamente na capacidade de isolamento e impedindo a dissipação de calor. Vale dizer que a variação desses cobertores no mercado é ampla, há caxemira, mahair, alpaca e merino, alguns aquecem mais que outros, variando de acordo com o tipo de lã utilizada na fabricação.

Os produtos feitos com pena de ganso possuem penugem macia e também mantêm as pessoas mais aquecidas, pois com esse material é possível prender o calor corporal dentro do ar. De acordo com a listagem, esse cobertor é transpirante e permite que o suor e a umidade escapem sem esfriar o local. Similar aos produtos de lã, a efetividade dos cobertores feitos com pena de ganso varia de acordo com o modelo.

Para dias em que o clima está mais ameno, os cobertores feitos com poliéster são mais adequados, uma vez que o material sintético permite uma fácil manutenção, com maior durabilidade e não são alergênicos. Há, ainda, a opção sustentável que trata-se de um cobertor feito com material 100% reciclado, produzido a partir de garrafas pet. A Abit explica que podem ser usados em todas as estações do ano, há possibilidade também de seu material ser misturado com fios de algodão, formando cobertores mistos.

Ainda como alternativa para dias menos gelados, o cobertor de microfibra, um tecido que pode ter como base materiais como poliéster, acrílico ou poliamida. Esse tipo de cobertor tem mais respirabilidade e maciez, o que torna o produto mais confortável, também é indicado para todas as estações do ano, podendo ser chamado de fleece.

Para finalizar, o levantamento também cita os velhos conhecidos cobertores de algodão, que suportam temperaturas variadas, com tecido versátil e resistente. Muitos desses produtos disponíveis no mercado têm materiais sintéticos que melhoram as suas propriedades de isolamento e de resistência à água, permitindo que a umidade seja absorvida e eliminada.

Fonte :  Ricardo Viveiros & Associados – Oficina de Comunicação | Foto : ALllImpress