Criação de roupas multifuncionais ganham espaço com as novas formas de consumo

Moda Reversvel Roupas Multifuncionais Mercado textil

Consumidores mais conscientes têm dado espaço para o surgimento de um novo nicho de mercado – a moda reversível

Lenço que se transforma em saia, blusa que vira vestido, roupas com estampa dupla face e mais uma variedade de funções possibilitadas por uma única peça, tornam a moda reversível a tendência do momento no vestuário. Esta multifuncionalidade vem ao encontro das necessidades de um consumidor cada vez mais exigente e consciente, que preza pela praticidade e se preocupa com a economia de recursos financeiros e naturais.

A mensagem, captada pelas equipes de criação, já se tornou realidade em algumas marcas. As peças produzidas por uma marca italiana, por exemplo, além de ter uma pegada reversível, são feitas com tecido de neoprene à prova de rugas, descartando a necessidade de serem passadas. No Brasil, a tendência está presente na criações de uma marca gaúcha, que além de valorizar qualidade, tecnologia e design, busca oferecer produtos para mulheres práticas e versáteis. Recentemente, a grife lançou um legging com esse conceito, produzido com estampas diferenciadas nos dois lados.

Para os pequenos e médios empreendedores que pretendem apostar neste movimento, que alia praticidade, sustentabilidade e economia, o Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae disponibiliza o relatório ‘Moda Reversível: um conceito que vai além da economia’. Entre as sugestões apontadas no material, está argumentos contundentes que ajudam a comercializar este tipo de roupa. Um deles: as crianças crescem muito rápido e com roupas reversíveis, então é possível comprar uma única peça para ser utilizada em dias de frio ou calor, apenas adaptando capuz ou mangas.

Além do poder de convencimento na hora de vender, as marcas que pretendem investir neste conceito devem ficar atentas a alguns pontos:
· Pesquisar e entender o público-alvo. Quais suas preferências, costumes e interesses, para poder desenvolver a melhor solução;
· Conhecer produtos similares no mercado. Dessa forma é possível avaliar os pontos positivos e negativos, que podem ser incorporados ou melhorados no seu produto;
· Ser criativa e inovadora. Pensar em modelagens e peças diferenciadas;
· Utilizar estampas diferentes para cada lado da roupa. Criar padronagens para diferentes ocasiões – uma delas pode ser mais séria e outra mais casual;
· Utilizar tecidos compatíveis com o conceito da marca. O ideal é que sejam tecidos que não amassem, fáceis de lavar e secar;
· Testar vários tipos de utilização na mesma roupa e registrar a experimentação em fotos (com qualidade e mesmo tamanho, de preferência). Dessa forma, fica mais fácil o consumidor visualizar a praticidade da peça.

Outra recomendação destacada no relatório: na hora de produzir a coleção é importante a utilização de material que se relacione com o conceito, como tecidos sustentáveis, que não amassam ou que não mancham. Fabricantes de roupas devem pesquisar fornecedores do mercado têxtil, conversar sobre suas necessidades e avaliar a possibilidade de participar do desenvolvimento de um novo tecido. Tentar exclusividade, mesmo que seja por tempo determinado, pode ser um grande diferencial no mercado.

SITE LOOKS DA MODA:

Looks da Moda Oficial - dicas de moda e beleza - Veículo da Sortimentos.com by Fábio Juchen

. LOOKS DA MODA .